Para realizar um casamento não podemos esquecer da prática burocrática, no religioso e no civíl. 

Casamento religioso católico.

 - Documentação necessária:

* Comprovante de residência

*Carteira de identidade, de ambos

*Batistério de ambos-deve ser retirado na curia metropolitana-Rua Espírito Santo, 95 - fone 3228.6199

*Certificado do curso de noivos - inscrições na Rua Dr. Tomóteo, 421 - fone 3222.4853 das 13h e 30min até 18h e 30min de 2ª a 6ª

 - Participar do ensaio que antecede o casamento participando da celebração da missa.

 

Ritual C a s a m e n t o    C a t ó l i c o

O casamento católico é o mais realizado no Brasil.  Uma das exigências é a necessidade dos proclamas, que são lidos pelos sacerdotes em três domingos sucessivos, durante a missa na paróquia à qual pertecem os noivos. O casamento poderá ser realizado dentro dos três meses seguintes, caso não apareça nenhuma objeção. Este procedimento poderá ser dispensado apenas com uma autorização do bispo. Outra exigência é que façam o curso de noivos, que é dado durante um final de semana . Logicamente, a igreja requer a certidão de batismo dos noivos.

A entrada do noivo e padrinhos

Na cerimônia católica o noivo, pais e padrinhos ficam no altar aguardando a chegada da noiva. Existem duas formas para sua entrada na igreja: pelas laterais do altar, com uma música suave anunciando sua presença, ou, pela nave central da igreja, num solene cortejo. Caso seja esta a opção, o noivo entra com sua mãe, dando a ela seu braço direito e será seguido pelo pai do noivo de braços dados com a mãe da noiva e os padrinhos de ambos os lados que entram de forma intercalada:

Altar

Noivo   +   Mãe do Noivo

Pai do Noivo   +   Mãe da  Noiva

PADRINHO + MADRINHA DO NOIVO

PADRINHO + MADRINHA DA NOIVA

PADRINHO + MADRINHA DO NOIVO

PADRINHO + MADRINHA DA NOIVA...

Porta

Entrada da noiva e das daminhas

Uma vez que o noivo já esteja postado no altar, a noiva entra na igreja conduzida pelo pai, que a leva dando a ela seu braço direito. Na ausência deste, poderá ser o avô, irmão, tio ou alguém bem próximo da família. A entrada das daminhas e pajens poderá ser feita imediatamente antes da noiva ou em separado. No segundo caso, as daminhas entram com uma música tocada especialmente para elas e a porta da igreja se fecha. Só quando as daminhas tiverem chegado ao altar, será tocada a marcha nupcial, ou outra musica escolhida e as portas se abrirão novamente para a GRANDE ENTRADA DA NOIVA.

Ao se aproximarem do altar, o noivo desce os degraus ao encontro da noiva, cumprimenta o sogro e a beija, dando a ela o braço esquerdo para conduzí-la ao altar (ao entrar com o pai, a noiva segura o buquê em sua mão direita, e  ao encontrar o noivo, ela troca o buquê para a mão esquerda e com a direita segura o braço do noivo).

Eventualmente a noiva poderá entrar sozinha pela nave, acompanhada à frente por duas daminhas e também por mais outras duas daminhas depois dela.

Posicionamento no altar

No altar os pais da noiva e padrinhos ficam do lado esquerdo de quem olha o altar à frente, pela ordem: pais da noiva e os demais casais de padrinhos, com os homens dando o braço direito às mulheres. Da mesma forma se procede com a parte do noivo, que fica do lado direito do altar.

Chegando ao altar, as daminhas ficam do lado esquerdo, junto à família da noiva e se houver um pajem, este ficará junto à família do noivo.

Durante a celebração, os noivos se postam de pé em frente ao sacerdote que conduzirá o sacramento. Fazem os votos de fidelidade mútua e o selam com a troca das alianças. Se estiver usando luvas, a noiva as retira e juntamente com o buquê as entrega à madrinha. A daminha é chamada para trazer as alianças que serão abençoadas. Este ritual é minunciosamente explicado durante o curso de noivos. Todos os procedimentos que envolvam pais, padrinhos e damas deverão ser combinados com antecedência para que se saiba exatamente o que se deve fazer na hora da cerimônia.

Terminada a cerimônia, já como marido e mulher perante as leis de Deus, os noivos se beijam e cumprimentam as famílias. O noivo começa pelos pais da noiva e vai em direção aos padrinhos, enquanto a noiva faz o mesmo com a família do noivo. Cruzam-se ao fundo do altar e começam o cumprimentar a própria família no sentido dos padrinhos para os pais. Terminado os cumprimentos, a noiva pega o buquê e se dirige ao centro do altar onde se encontra com o noivo e se prepara para a saída: daminhas e pajens, os noivos (ele dando o braço direiro a ela), pais da noiva, pais do noivo, padrinhos da noiva, padrinhos do noivo...(todos na mesma posição).

Esquema do cortejo da saída:

Altar

MADRINHA + PADRINHO DO NOIVO

MADRINHA + PADRINHO DA NOIVA

MADRINHA +  PADRINHO DO NOIVO

MADRINHA + PADRINHO DA NOIVA

MÃE + PAI DO NOIVO

MÃE + PAI DA NOIVA

DAMINHAS

NOIVA + NOIVO

Porta

 

O   c a s a m e n t o   c i v i l

Pelas leis brasileiras somente os solteiros, viúvos e divorciados poderão se casar. Os solteiros, mas menores de 21 anos só poderão se casar com a autorização dos pais ou tutores. Caso o noivo seja menor de 18 anos e a noiva menor de 16, não poderão se casar, salvo condições especiais previstas por lei. 

O casamento civil deverá ser feito em um cartório de registro civil, que pertence à zona de residência de um dos noivos. Data e horário têm que ser marcados com até dois meses de antecedência. Caso seja realizado fora do registro civil e depois das 18:00h existirá um acréscimo à taxa a ser paga. Apesar de não causar grandes expectativas como o casamento religioso, ele é muito mais importante, porque legalmente, somente o casamento civil é válido.
Ao marcar o casamento, os noivos já deverão escolher o regime de bens que irão adotar e a noiva terá que decidir se usará ou não o sobrenome do marido. Tenha em mãos os nomes completos dos padrinhos do civil, seus RGs e profissão ao encaminhar os documentos porque poderão pedir dados antecipadamente.

o   c a s a m e n t o   c i v i l

A duração do casamento civil é curto, de aproximadamente 15 minutos. Diante de um juiz de paz, os noivos entregam os documentos necessários e, se tudo estiver de acordo e os noivos confirmam o desejo da união, o juiz pronuncia: "De acordo com a vontade de ambos, que acabais de pronunciar perante mim, de vos receberdes por marido e mulher, eu , em nome da lei, vos declaro casados.". Os padrinhos assinam o livro de registro de casamentos, mas todos que comparecem ao casamento civil são testemunhas. Dois deles poderão ser chamados para assinar o livro de registros. Por isso, para evitar constrangimento, certifique-se com o juiz de paz sobre esta necessidade e determine antecipadamente quem serão as pessoas para evitar confusões e constrangimentos na hora..

R e g i m e   d e   B e n s

1. Regime de Bens Parcial:

A lei atual determina que cada um dos cônjuges deve conservar as propriedades que tinham antes de casar, assim como todos os bens que porventura receberem por herança ou doação após o casamento. Apenas serão considerados propriedade do casal os bens que forem adquiridos após o casamento.

2. Regime de Comunhão Universal de Bens

Para optar por este regime é necessário se dirigir ao Tabelião de Notas que lavrará uma escritura de pacto antenupcial que deverá ser anexada aos demais documentos que serão apresentados pelos noivos no cartório onde será dada a entrada nos papéis do casamento civil.

3. Regime de Separação de Bens

Assim como na comunhão universal de bens, deve-se fazer uma escritura de  pacto-antenupcial, com um Tabelião, antes de encaminhar a papelada. Neste regime, a mulher é obrigada,   legalmente, a contribuir com as despesas do casal com os rendimentos de seus bens.
Há casos em que o regime de separação de bens é obrigatório: mulher menor de 16 anos, homem menor de 18  anos, viúvo ou viúva com filhos de cônjuge falecido, se o inventário ou a partilha de bens ainda não tiverem sido realizados; homem com mais de 60 anos e mulher com mais de 50 anos

A l t e r a ç ã o   d e   N o m e

Desde a aprovação da lei do divórcio, a mulher pode optar se deseja ou não usar o sobrenome do seu marido após o casamento.

d o c u m e n t o s    n e c e s s á r i o s

Casamento Padrão: (brasileiros, solteiros, maiores de 21 anos)

    • Certidão de Nascimento
    • Carteira de Identidade
    • Cópias autenticadas da Certidão de Nascimento dos noivos e das  Carteiras de Identidade.
    • Comprovante de residência de um dos noivos (conta de luz, gás ou telefone)

Os noivos devem estar acompanhados de duas testemunhas maiores de 21 anos, com suas respectivas carteiras de identidade.

Noivos Viúvos:

    • Certidão de Casamento Anterior
    • Certidão de Óbito do Cônjuge
    • Carteira de Identidade
    • Comprovante de residência de um dos noivos (conta de luz, gás ou   telefone)

Os noivos devem estar acompanhados de duas testemunhas maiores de 21 anos, com suas respectivas carteiras de identidade.

Noivos Divorciados

    • Certidão do Casamento Anterior com Averbação do Divórcio
    • Carteira de Identidade
    • Comprovante de residência de um dos noivos (conta de luz, gás ou telefone)

Os noivos devem estar acompanhados de duas testemunhas maiores de 21 anos, com suas respectivas carteiras de identidade.

Um dos noivos sendo estrangeiro:

    • Providenciar Certidão Consular (retirar no Consulado do país de origem) ou Certidão de Nascimento original, com carimbo da Embaixada Brasileira, feita por tradutorpúblico juramentado e registrada em Cartório de Títulos e Documentos.

Menores de 21 anos

    • Comparecer em companhia dos pais, caso um deles seja falecido, levar a certidão de óbito, e o tutor

Carteira de Identidade de todos

 

C a s a m e n t o   J u d a i co 

chuppahA cerimônia judaica pode se feita numa sinagoga ou em qualquer outro lugar, até mesmo ao ar livre, mas será sempre realizada pelo rabino sob um chuppah, um dossel todo decorado de flores, representando o novo lar, que será regido pelas leis judaicas.

Podem ser realizadas em qualquer data, com excessão dos sábados judaicos e as datas das festas religiosas. Exige-se, porém que ambos, noivo e noiva pertençam à religião judaica.

Na cerimônia judaica, o noivo é levado até a noiva, que tem as faces cobertas por um véu. Assim ela permanece até o final da cerimônia, quando finalmente o véu é levantado pelo noivo. Este é um simbolismo da confiança no noivo e um ato de discrição para não se expor aos demais homens. Estes, inclusive os não judeus, devem estar usando o hipot, um solidéu entregue na entrada do casamento.

Os noivos assinam, perante as testemunhas,  o ketubah, o contrato matrimonial judaico. Depois que o noivo coloca a aliança no dedo indicador da mão direita da noiva, bebem da mesma taça de vinho e o noivo quebra um copo envolto num guardanapo. São finalmente  saudados pelas exclamações Mazeltov, que significa "Boa sorte e parabéns!".

 

C a s a m e n t o   P r o t e s t a n t e 

A maior parte da cerimônia de um casamento protestante é semelhante à das igrejas católicas em sua forma:  noivo, padrinhos, daminhas e noiva entram , se postam e saem da mesma maneira, só que ela acontece na igreja à qual um dos noivos ou ambos pertencem. Desde o noivado existe um acompanhamento, preparando-os para a vida de casados.

Juntamente com o pastor, os noivos discutem os detalhes da cerimônia, que no dia do casamento lhes dirige uma palavra especial. Como a maioria das igrejas protestantes possui seu próprio coral e corpo de músicos, os noivos podem escolher suas músicas e hinos preferidos juntamente com o regente.

O pastor faz uma pregação, seguida da troca de alianças, e do voto de fidelidade entre os noivos. O pastor dá a bênção e seguem-se os cumprimentos.

Endereço: Av. Benno Mentz, 643  -  Porto Alegre  - RS  -  Brasil

Fone: (51) 3340.1670

envie seu e-mail para:  maisondestaque@gmail.com